segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Bruxa Má apresenta "PIU"



“O que é nascido morrerá
O que foi reunido será disperso


O que foi acumulado esgotar-se-á


O que foi construído ruirá


O que esteve no alto descerá.”







O Livro Tibetano da Vida e da Morte



Direcção – Rita Nova

Assistência – Mariana de Castro Morais

Texto – Pedro Galiza e Rita Nova

Design de Luz – Pedro Galiza // Design de Som – Rita Nova

Design Gráfico – Telmo Parreira

Produção – Pedro Galiza e Rita Nova

Interpretação – Mariana de Castro Morais, Miguel Magalhães, Rita Pinto Calatré





Dias 21 e 22 de Janeiro às 21h30
Auditório Mucipal da Póvoa de Varzim
€5 - bilhete normal
€2,5 - bilhete sócio


RESERVAS:

916325500
bruxa.ma.atp@gmail.com

"Alforrecas Sociais" - Palmilha Dentada apresenta

"Alforrecas sociais" é o regresso três anos depois às lides de mesa a mesa. "Alforrecas" são uns bichinhos sem ossos, sem carne e quase sem pele e que picam como o raio. Vivem no mar e são muito corrosivas ao toque. Já "sociais" veio por associação de ideias rápidas."


Textos colectivos
Encenação - Ricardo Alves
Interpretação - Nuno Preto e Ivo Bastos



Todas as Terças no Forum de Vila Real, às Quartas no Tertúlia Castelense e às Quintas nos Maus Hábitos às 22:02




Mais informações em:
http://adentadadapalmilha.blogspot.com/

The Cage - Concerto e Performance com Didgeridoo & Sampler

No dia 14 de Janeiro, sexta-feira, às 22h00, o Auditório Municipal da Póvoa de Varzim foi o espaço escolhido por Nuno Pinto de Carvalho para realizar o seu Concerto com Didgeridoo & Sampler.

"Intitulado “The Cage”, o espectáculo é uma primeira abordagem, mais rítmica, ao álbum “War Waves” baseado em solos de Didgeridoo, do mesmo autor. Neste álbum a sonoridade do didgeridoo é explorada tanto na parte do “drone”, mais tradicional, como na parte mais rítmica.

Neste projecto “live” pretende-se valorizar ainda mais a componente rítmica do didgeridoo, de modo a ser usado quase como um instrumento de percussão. Com este tipo de abordagem, dependendo dos vários tamanhos do didgeridoo que vão ser tocados (de 1, 2 e 3 metros), é possível obter sons que se assemelham aos de um tambor, assim como outros sons menos vulgares.

Ao longo deste concerto vão ser reproduzidos sons de vários outros instrumentos, como por exemplo: congas, djembé, pan-drum, udu utar, chudaiko e outros que complementam de certa forma o didgeridoo, oferecendo assim uma base mais sólida e um espaço maior para a improvisação."




Para mais informações visite:
http://www.nunopintodecarvalho.co.cc/

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

É-Aqui-In-Ócio



Para mais informações visite a página:
http://blogs.varazimteatro.org/

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Festal do Caldo de Quintadona 2010 (IV edição)



Para mais informações visite o site:
http://www.caldodequintandona.com/

FIMP 2010



Será estranho chamar novo a um festival com 20 anos de existência. No entanto, é de um novo ciclo que agora poderá começar de que se está a falar. É um ciclo que se inicia sobre e sob o importante legado de Isabel Alves Costa e acerca do qual importa reflectir continuadamente, de modo abrangente e partilhado.

Este festival teve, ao longo da sua vida, aparências, formatos e modalidades diferentes, pelo que a sua própria essência se foi, de facto, transformando. (…)Do ciclo terminado resta a memória de todos os que construíram e habitaram este festival. Entre a necessidade de ruptura e a de permanecer, o que fazer?(…)


Igor Gandra,
Director Artístico do Festival Internacional de Marionetas do Porto


Consulte a programação em:
http://fimp2010.wordpress.com/

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Algo à medida de A. Jolie

"Salt"
video

"Wanted"
video

Nova aquisição de esteróides.

Star Trek!

video

Star Wars Evolution.

Episódio VI
video

Episódio I
video

Quem é que nunca se viciou nesta saga?

Os filmes da minha vida.

"9"
video

"Caroline"
video

ESMAE 2010 - Projecto Fictício III


Segismundo, sucessor ao trono da Polónia, nasce condenado a um terrível destino. Cumprindo-se os presságios de sua mãe, cresce encerrado numa torre que intrinsecamente o distancia de qualquer entidade anatomicamente semelhante. Contudo, questionando a legitimidade de tal acção, o seu pai – Basílio - decide colocá-lo à prova ordenando aos seus soldados que o adormeçam e o transportem para o Palácio. E, como se de um sonho se tratasse, respeitará por um dia a sua ascendência concedendo-lhe todos os seus direitos enquanto príncipe herdeiro. Assim, poderá apaziguar os seus conflitos morais e definir o que fazer com o seu filho, que ao ser indirectamente responsável pela morte da sua mãe se tornou sinónimo de um governador prepotente.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

The Nightmare Before Christmas

video

This is Halloween

[SHADOW]
Boys and girls of every age
Wouldn't you like to see something strange?

[SIAMESE SHADOW]
Come with us and you will see
This, our town of Halloween

[PUMPKIN PATCH CHORUS]
This is Halloween, this is Halloween
Pumpkins scream in the dead of night

[GHOSTS]
This is Halloween, everybody make a scene
Trick or treat till the neighbors gonna die of fright
It's our town, everybody scream
In this town of Halloween

[CREATURE UNDER THE BED]
I am the one hiding under your bed
Teeth ground sharp and eyes glowing red

[MAN UNDER THE STAIRS]
I am the one hiding under your stairs
Fingers like snakes and spiders in my hair

[CORPSE CHORUS]
This is Halloween, this is Halloween
Halloween! Halloween! Halloween! Halloween!

[VAMPIRES]
In this town we call home
Everyone hail to the pumpkin song

[MAYOR]
In this town, don't we love it now?
Everybody's waiting for the next surprise

[CORPSE CHORUS]
Round that corner, man hiding in the trash can
Something's waiting now to pounce, and how you'll...

[HARLEQUIN DEMON, WEREWOLF & MELTING MAN]
Scream! This is Halloween
Red 'n' black, slimy green

[WEREWOLF]
Aren't you scared?

[WITCHES]
Well, that's just fine
Say it once, say it twice
Take a chance and roll the dice
Ride with the moon in the dead of night

[HANGING TREE]
Everybody scream, everbody scream

[HANGED MEN]
In our town of Halloween!

[CLOWN]
I am the clown with the tear-away face
Here in a flash and gone without a trace

[SECOND GHOUL]
I am the "who" when you call, "Who's there?"
I am the wind blowing through your hair

[OOGIE BOOGIE SHADOW]
I am the shadow on the moon at night
Filling your dreams to the brim with fright

[CORPSE CHORUS]
This is Halloween, this is Halloween
Halloween! Halloween! Halloween! Halloween!
Halloween! Halloween!

[CHILD CORPSE TRIO]
Tender lumplings everywhere
Life's no fun without a good scare

[PARENT CORPSES]
That's our job, but we're not mean
In our town of Halloween

[CORPSE CHORUS]
In this town

[MAYOR]
Don't we love it now?
Everyone's waiting for the next surprise

[CORPSE CHORUS]
Skeleton Jack might catch you in the back
And scream like a banshee
Make you jump out of your skin
This is Halloween, everybody scream
Wont' ya please make way for a very special guy

Our man jack is King of the Pumpkin patch
Everyone hail to the Pumpkin King now

[EVERYONE]
This is Halloween, this is Halloween
Halloween! Halloween! Halloween! Halloween!

[CORPSE CHILD TRIO]
In this town we call home
Everyone hail to the pumpkin song

[EVERYONE]
La la-la la, Halloween! Halloween! [Repeat]
WHEE!!! Ha Ha Ha!

sábado, 13 de fevereiro de 2010

The boy in the striped pyjamas

video


“Childhood is measured out by sounds and smells and sights, before the dark hour of reason grows.”
John Betjeman

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Mais um passo.



"Os alunos dos 2ºAno do Curso de Teatro da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE), nos diversos ramos artísticos propõem reunir numa só dramaturgia cinco peças, escolhidas e adaptadas pelos alunos, que se integram no Teatro Contemporâneo.

A cobiça d'As Criadas de J. Genet , a ilusão d'As Vedetas de L. Lambert, a contusão das Cicatrizes de A. Neilson, a ambiguidade de Abel Abel de Augusto Sobral e a musicalidade intimista da vida presente em História da Minha Vida de Brian Hill complementam o exercício final do 3º Semestre - Produção II - que parte da necessidade de um grupo de personagens distintas participar num concurso de teatro, com direcção de João Mota e assistência de Inês Leite.

A imprevisibilidade e a transfiguração do actor são alguns dos exercícios presentes, desenvolvidos durante o processo de trabalho."

[Depois da tempestade vem a bonança]

Roy, the Toxic Boy

To those who knew him -his friends- we called him Roy. To others he was known as that horrible Toxic Boy. He loved ammonia and asbestos, and lots of cigarette smoke. What he breathed in for air would make most evil choke! His very favorite toy was a can of aerosol spray; he'd sit quietly and shake it, and spray it all the day. He'd stand inside of the garage in the early-morning frost, waiting for the car to start and fill him with exhaust. The one and only time I ever saw Toxic Boy cry was when some sodium chloride got into his eye. One day for fresh air they put him in the garden. His face went deathly pale and his body began to harden. The final gasp of his short life was sickly with despair. Whoever thought that you could die from breathing outdoor air? As Roy's soul left his body we all said a silent prayer. It drifted up to heaven and left a hole in the ozone layer. Tim Burton
video

"Breve Sumário da História de Deus"

A 20 de Dezembro de 2009 estreia, no Teatro Nacional São João, o “Breve Sumário da História de Deus” de Gil Vicente com encenação de Nuno Carinhas. O recente director artístico da instituição demonstra a vontade que sempre teve em desenvolver uma “relação exploratória” com esta obra capaz de, economicamente, expor o verdadeiro enigma da condição humana. Como o próprio nome indica, trata-se de um “breve sumário” que reúne as passagens bíblicas fundamentais para que se compreenda e reviva a história de Deus – da “Criação” ao “Juízo Final” - descrevendo o Antigo e Novo Testamentos.
Em sete dias, Deus cria o Mundo e fecunda a semente humana que profetisa a vida eterna. Contudo, a força diabólica de Satanás estimula Adão e Eva a saborearem o fruto proibido aniquilando a imortalização do Homem. A queda e o pecado reflectem-se agora na Morte e no Inferno que assombram a Terra. Mas quando tudo parece perdido eis que se avizinha a Salvação através de Cristo – mensageiro de Deus – que, humildemente, a par da pregação dos seus discípulos, aceita o seu destino consumando a missão que lhe coube. Criação, Queda e Salvação são as máximas deste auto vicentino. A forma como o autor interpreta a origem e a acção desastrosa do Homem, a necessidade dos apóstolos difundirem as palavras de Cristo e o rompimento da glória sobre o limbo, testemunham o sentimento de esperança e crença na humanidade na qual se baseia. Libertando-se os cativos e iniciando a formação de uma nova geração o Homem revive.
Quem se debruça sobre o período de produção vicentina não poderá surpreender-se com o facto de boa parte do seu reportório incorporar elementos tipicamente medievais. Descendente de uma época onde a igreja se tornou omnipresente não se torna admirável que a arte teatral fosse maioritariamente religiosa e inicialmente confinada a igrejas e catedrais. A partir de “Mistérios” e “Moralidades” a igreja incute na população medieval a fé cristã adquirindo uma visão conservadora dos costumes. Humanista e autor de uma obra variada é o exemplo do literato que transita directamente de uma cultura medieval para uma renascentista.